12
Jun

Mad Avenue Blues – paródia sobre publicidade e a expansão do mundo digital

Mad Avenue Blues uma paródia da música “American Pie”, com uma crítica bem humorada sobre os meios de comunicação, sobre publicidade e o impacto da migração acelerada dos meios “não-digitais” para os meios digitais.

Fica a dica também o vídeo Wall Street Meltdown.

Mad Avenue Blues
11
Nov

A história das coisas (The Story of Stuff)

Depois do post sobre A história dos meios de comunicação, agora eu trago o vídeo História das Coisas. Uma a versão dublada do documentário The Story of Stuff, de Annie Leonard.

Um documentário com pouco mais 20 minutos baseado nos subterrâneos de nossos padrões de consumo. O vídeo revela as conexões entre diversos problemas ambientais e sociais e é um alerta pela urgência em criarmos um mundo mais sustentável e justo. Annie fala sobre a economia global dos materiais e seu impacto sobre a economia, ambiente e saúde.

Dica do mais recente feed assinado, o Athanazio.

Annie Leonard é uma especialista internacional em sustentabilidade ambiental e temas de saúde, com mais de 20 anos de experiência investigando fábricas e depósitos em todo o mundo.

Ela já viajou para mais de 30 países. Em seu trabalho de investigação e de promover medidas anti-poluição internacionais. estão países com: Haiti, Bangladesh, Índia, Filipinas, Paquistão e África do Sul.

05
Nov

Barack Obama eleito é mais que uma mudança visual

A ilustração de Patrick Moberg explica bem o título desse post.

Clique para ampliar.

Essa será a última vez que falo sobre as eleições, agora a vida volta ao normal. Embora as pequisas afirmassem que o preconceito racial poderia derrotar Obama, os EUA tem agora o primeiro presidente negro da história do país. Mesmo com vários incidentes durante as eleições, mostrando o racismo ainda presente na grande potência, (iniciativas de um tipo de gente que costuma se fazer ouvir também nos programas de rádio e nas cartas aos jornais) os EUA elegeu o seu 44º presidente. Faço minhas as palavras de David Wolff, um morador da Pensilvânia de 52 anos que votou em Obama:

Uma coisa que poderia acelerar a erradicação do racismo seria ter um presidente negro que tenha carisma, inspire, transforme.

Leia o excelente artigo do Carlos Merigo, no post Barack Obama: O presidente que mudou mais do que uma eleição.

P.s: Pra quem leu o que eu escrevi ontem, fique sabendo que Obama promete retirar gradualmente as tropas do Iraque.

04
Nov

Que os norte-americanos não deixem a história se repetir

A galeria de fotos do  banner acima pode ser vista clicando aqui.

O que seria de nós sem os artistas que conseguem sentir e expressar esse mundo de uma forma que ninguém mais pode? Com certeza seríamos menos humanos do que já tendemos a ser todos os dias.

O que Tor Myhren do Grey NYC tentou expressar com essa imagem?

Seria essa a melhor solução? Um Barack McCain ou um John Obama? Eu apóio o Obama desde o início, não como um cego ou leigo, mas como alguém que acompanha e lê.  Tem gente que defende muito bem sua posição e poderia até ter me convencido, mas opinião é opinião. O que eu realmente não gostaria de ver são essas cenas se repetindo. Soldados sem mebros, desfigurados e com marcas por todo o corpo. Tudo isso para quê? Para satisfazer o ego de um homem podre. Um governo feito de mentiras. Esse artigo do excelente VoltaireNet conta muitas das histórias do governo Bush. Prisões secretas, corrupção, planos de bombardeio, informações essenciais ignoradas, tudo isso compõe o governo do atual presidente dos EUA.

Na semana passada, mais um caso veio se somar a onda de denúncias contra a administração Bush. O jornal inglês Daily Mirror publicou o teor de um memorando que relata uma conversa entre Bush e o primeiro-ministro britânico Tony Blair, onde o presidente norte-americano teria revelado sua intenção de bombardear a rede de televisão Al Jazira, do Catar. Segundo o Daily Mirror, Blair teria convencido Bush de desistir do ataque, alegando que ele teria conseqüências catastróficas no Oriente Médio.

(…)

Bush teria sido informado também que Saddam tinha tentado vigiar os movimentos da Al Qaeda no Iraque por acreditar que a organização representava um perigo potencial para seu regime laico. Mais tarde, outros informes não deram elementos concretos para sustentar a existência de armas de destruição em massa no Iraque. Todas essas informações não impediram que Bush decidisse pela invasão do Iraque e pela derrubada de Sadam Hussein.

O artigo completo aqui.

Outro grande artista que expressou muito bem a dor e o sofrimento causado pelas guerras foi Damien Rice[bb] com a canção Lonely Soldier. Confira abaixo o áudio da música e na continuação do post a letra e a tradução.

[podcast]http://arteevicio.com/uploads/2008/11/lonely_soldier.mp3[/podcast]

04
Nov

Entenda como funciona as eleições nos Estados Unidos

Fonte: G1

29
Oct

A crise explicada para uma garota de 14 anos

O grupo de blogueiros O de sempre nunca traduziu a explicação que Kevin Nguyen, colunista do jornal digital The Bygone Bureau, deu  para sua irmã de apenas 14 anos. Ele publicou nessa página.

Abaixo, a conversa dos dois em tradução livre:

15
Oct

A desigualdade entra as famílias ao redor do mundo

Quer saber como ajudar essa causa? Informe-se aqui e conheça o MDG Monitor.

A desigualdade em 9 famílias espalhadas pelo mundo:

1 – Alemanha:
Família Melander de Bargteheide.
Despesa com alimentação em 1 semana: 375.39 Euros / $500.07 dólares

2 – Estados Unidos:

Família Revis DA Carolina do Norte
Despesa com alimentação em 1 semana: $341.98 dolares

3 – Italia:

Família Manzo DA Secília
Despesa com alimentação em 1 semana: 214.36 Euros /  $260.11 dolares

4 РM̩xico:

Família Casales de Cuernavaca
Despesa com alimentação em 1 semana: 1,862.78 Pesos / $189.09 dólares5 – Polónia:
Família Sobczynscy de Konstancin-Jeziorna
Despesa com alimentação em 1 semana: 582.48 Zlotys / $151.27 dólares

6 – Egito:

Família Ahmed do Cairo
Despesa com alimentação em 1 semana: 387.85 Egyptian Pounds / $68.53 dólares

7 – Equador:

Família Ayme de Tingo
Despesa com alimentação em 1 semana: $31.55 dólares

8 РBuṭo:

Família Namgay DA Vila de Shingkhey
Despesa com alimentação em 1 semana: 224.93 ngultrum / $5.03 dólares9 – Chade:
Família Aboubakar do campo de refugiados de Breidjing
Despesa com alimentação por semana: 685 Francos / $1.23 dólares
Um post feito graças ao Esposito.

 « Página anterior   Próxima página »