06
Apr

A “Inspira√ß√£o” at√© agora – Inspira√ß√£o #13

Foram 12 semanas e eu nem percebi o tempo passar. O que est√° acontecendo com 2009? Ok, vamos para a retrospectiva:

A solução para blogueiros e designers sem inspiração e mais tutoriais e geradores. (Inspiração #0, o post que deu origem a idéia)

20 blogs/sites com design imitando papel. (Inspiração #1)

Como transformar fotos em quadrinhos. (Inspiração #2)

70 feeds para blogueiros e designers. (Inspiração #3)

O design dos games entre 1990 e 2009. (Inspiração #4)

Encontrando imagens nas dimens√Ķes exatas. (Inspira√ß√£o#5)

30 incríveis portfólios de designers. (Inspiração#6)

A arte de Tebe Interesno. (Inspiração #7)

Especial Helvetica, o filme. (Inspiração #8)

25 fontes que você vai querer, ou não. (Inspiração #9)

Aprenda Illustrator CS3, ou não, em 30 dias. Tutoriais em inglês. (Inspiração #11)

50 incr√≠veis efeitos para photoshop com um √ļnico clique. (Inspira√ß√£o #12)

30
Mar

50 incr√≠veis efeitos para photoshop com um √ļnico clique – Inspira√ß√£o #12

bannerinspiracao12

Essa sequência de efeitos no banner não foi feita com plugins para Photoshop, mas sim com um simples arquivo, onde estão armazenadas várias Actions.

O arquivo foi disponibilizado pelo designer Manicho. Clique e faça o download:
downloadbutton

Para us√°-las, caso voc√™ n√£o saiba, siga as instru√ß√Ķes:

loadactions playaction

Nas imagem acima, após abrir qualquer imagem, vá em Load Actions e selecione o arquivo que você baixou. Execute a Action clicando no play.

23
Mar

Aprenda Illustrator CS3, ou não, em 30 dias. Tutoriais em inglês РInspiração #11

bannerillustratorcs3

Primeira semana

Dia 1:  O que é o Illustrator
Dia 2:  Iniciando no Illustrator
Dia 3:  Desenhando Formas Básicas
Dia 4:  Desenhando com a Pencil Tool
Dia 5:  Desenhando com a Pen Tool
Dia 6:  Curtir o fim de semana
Dia 7:  Curtir o fim de semana

Segunda semana

Dia 8:  Usando Brushes
Dia 9:  Criando Paths Compostos
Dia 10:  Trabalhando com Cores e Bordas
Dia 11:  Editando Objetos, Camadas e Grupos
Dia 12: Tranparência e Estilo Gráfico
Dia 13:  Fim de semana
Dia 14:  Yes Weekend

Terceira Semana

Dia 15:  Transformando e Movendo Objetos
Dia 16:  Texto Básico
Dia 17:  Misturando Formas e Cores
Dia 18:  Foto-realismo com Gradient Mesh
Dia 19:  Usando a Symbol Tools
Dia 20:  Intervalo
Dia 21:  Intervalo

Quarta semana

Dia 22:  Criando efeitos especiais
Dia 23:  Aplicando 3D Extrude & Bevel
Dia 24:  Distorcer usando Warp Effects
Dia 25:  Aplicando Live Paint
Dia 26:  Máscaras Usando Clipping Path/ Opacity Mask
Dia 27:  Descanso
Dia 28:  Descanso
Dia 29:  Salvando e Imprimindo
Dia 30:  Projeto Final РCriando um Logo

09
Mar

25 fontes que você vai querer, ou não РInspiração #9

Uma lista n√£o exatamente bem organizada, passando por Grunge, Big, Bold Headlines e Modern Design Trends. Um sufoco para conseguir postar isso hoje.

Todas a fontes com link para download na continuação do post.

P.s.: caso o blog continue com problemas de desempenho,  alguns bugs durante a navegação, por favor avise nos comentários. Desde já agradeço.

02
Mar

Inspiração #8 РEspecial Helvetica, o filme

bannerhelvetica

Desde o aviso na semana passada foi uma correria para conseguir converter o vídeo em alta resolução e deixá-lo online para quem quiser assistir. Na continuação do post você pode assistir na íntegra.

Helvetica, o filme é um documentário que dismistifica muita coisa sobre a fonte considerada a mais famosa no mundo. Assistindo as entrevistas você começa a entender facilmente quando iniciou a necessidade de usar Helvetica e quando iniciou o ódio a tudo que traz essa fonte.

Mostrar que a fonte foi criada por Max Miedinger e Eduard Hoffmann em 1957 e n√£o s√≥ por¬† Miedinger foi essencial para dar os devidos cr√©ditos a Hoffmann.¬† Miedinger e Hoffmann criaram-na para a Haas Type Foundry em, M√ľnchenstein, na Su√≠√ßa, sendo comercializada pela Linotype em 1961 no mundo todo.

O filme não é destinado apenas a pessoas envolvidas de alguma forma com design, eu recomendo para qualquer um. O design como arte está presente na vida de todas as pessoas, desde que nascemos. O seu berço tinha um determinado design, sua mamadeira, o sofá da sua casa, sua mesa, a estante da tv, os eletrodomésticos da cozinha, na rua você pode observar os carros e seus designs diferentes, as placas e a escolha das fontes para os letreiros. E é isso que o documentário Helvetica mostra com perfeição, as infinidades de placas, letreiros, sinais de aviso, todos escritos com Helvetica.

No Brasil, eu não diria que a Helvetica tenha tanta força muito menos tamanha presença como tem lá fora, isso porque o sistema operacional mais usado no nosso país é o da Microsoft, que desenvolveu a fonte Arial baseada na Helvetica. Nos países onde os designers só trabalham com Macs (você percebe bem no filme que todos os profissionais possuem um Mac), a fonte suíça é muito mais frequente.

O nome da fonte é derivado de Helvetia, o nome latino para Suíça.

A fonte Arial, bastante difundida pelo mundo devido ao fato de ter sido distribu√≠da pela Microsoft em v√°rias edi√ß√Ķes de seu sistema operacional costuma ser associada √† Helvetica, embora seja criticada como uma c√≥pia inferior. Uma maneira f√°cil de identificar as duas fontes √© atrav√©s da compara√ß√£o das letras R e G mai√ļsculos e das letras a, e, r e t min√ļsculas.

Trecho de uma das entrevistas:

Pensamos que a tipografia √© preto e branco. Tipografia na realidade √© branco, nem chega a ser preto. √Č o espa√ßo entre as √°reas em preto que forma a tipografia. Num certo sentido √© como a m√ļsica. N√£o s√£o as notas, √© o intervalo entre as notas que comp√Ķe a m√ļsica.

Massimo Vignelli, designer italiano (Helvetica, 2007)

Ainda sobre a Arial, essa fonte foi projetada pela Monotype em 1982 a partir da pr√≥pria Grotesk (compartilhando as ra√≠zes da Helvetica, portanto), mas tomando cuidados especiais para ter exatamente as mesmas propor√ß√Ķes e peso da bem-sucedida Helvetica, para que documentos feitos para uso da Helvetica pudessem ser impressos ou visualizados com a Arial sem maiores altera√ß√Ķes.

Voc√™ pode escrever ‚Äúeu te amo‚ÄĚ com Helvetica, sendo extra light se voc√™ quiser parecer mais rom√Ęntico e com extra bold se for mesmo intenso e apaixonado.

Para ilustrar a frase acima:

eu te amoimagem via Blog do Edu

Criada para ser uma alternativa √† ent√£o popular Akzidenz Grotesk (nascida em 1896), a Helvetica alcan√ßou o sucesso rapidamente, e no come√ßo dos anos 80 passou a ser uma das 4 fontes inclu√≠das junto aos interpretadores Postscript originais (em todas as impressoras laser ‚Äúcl√°ssicas‚ÄĚ e de primeira linha), bem como ser default no Mac OS, por exemplo – porque a Apple n√£o viu nenhum problema em obter (e pagar) a licen√ßa para isto.

J√° a Arial, foi projetada pela Monotype em 1982 a partir da Grotesk, mas tomando cuidados especiais para ter exatamente as mesmas propor√ß√Ķes e peso da Helvetica.

Mas quando a Microsoft adotou definitivamente o padrão TrueType (no Windows 3.1), ela não seguiu a trilha da Apple, e preferiu adquirir o direito de distribuir a mais barata Arial, do que a original Helvetica. Certamente ela sabia que a maioria dos usuários não perceberia a diferença. Hoje o clone se tornou muito mais conhecido, e certamente há pessoas que, ao conhecer a Helvetica, invertem o sinal e acreditam que ela seja parecida com a Arial.

imagem via: Ex Vertebrum

26
Feb

Próxima segunda-feira

Para compensar essa segunda-feira de carnaval que eu não publiquei nada no Inspiração, estou preparando um especial fodástico!

Aguarde.

16
Feb

A arte de Tebe Interesno (inspiração #7)

A arte do designer russo Tebe Interesno pode ser classificada de duas formas. A primeira seria “interven√ß√£o” a segunda seria “mistura”. Isso porque √© misturando ilustra√ß√£o, fotografia e manipula√ß√£o que ele modifica o sentido prim√°rio de uma fotografia e traz uma nova interpreta√ß√£o em cima daquela imagem.

Porque eu estou publicando o Inspira√ß√£o #7 com a arte de Interesno? Porque se eu tivesse conhecido a arte dele antes, provavelmente as minhas tentativas de interagir ilustra√ß√Ķes com imagens reais poderiam ser melhores, mas em 2006 o russo ainda n√£o possu√≠a um portf√≥lio online ou qualquer blog/site.

Clique para ampliar, exemplos das minhas tentativas fracassadas.

Interesno é um mestre no que faz, a simplicidade de seu traço é recompensada pela intensidade da mensagem que ele transmite. Só um aperitivo do que vem por aí:

O restante da galeria com mais 60 imagens está na continuação do post.

 « Página anterior   Próxima página »